Seja bem-vindo ao Florence Pugh Brasil, sua primeira e mais completa fonte de notícias sobre a atriz Florence Pugh no Brasil e no mundo. Aqui você encontrará informações sempre atualizadas sobre sua carreira, projetos e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. O Florence Pugh Brasil é um site feito por fãs que não é afiliado e/ou mantém qualquer espécie de vínculo com a Florence, sua família, seus amigos, agentes ou alguém relacionado a seus projetos. Esse site foi criado com o intuito de informar e entreter pessoas que, como nós, admiram o seu trabalho e suas atitudes. O FPBR não tem nenhuma intenção de lucro. Caso pegue alguma tradução ou notícia exclusiva e reproduza em seu site, nos dê os devidos créditos. Esperamos que goste do contéudo e volte sempre!

Foi divulgado pelo veículo de comunicações Deadline que Florence Pugh estará fazendo sua grande estreia como dubladora na sequência da animação do Gato de Botas, “Gato de Botas 2: O Último Pedido“, emprestando sua voz à clássica personagem Cachinhos Dourados (Goldilocks). O filme segue o Gato de Botas, que está na última de suas nove vidas. Junto de Kitty (Salma Hayek) e Perro (Harvey Guillén), o felino em busca de emoções deve viajar para encontrar o mítico Último Desejo para restaurar as vidas que ele perdeu. Além de Florence, a animação também terá mais estrelas e comediantes notáveis se juntando ao universo Shrek, incluindo Olivia Colman, o ator brasileiro Wagner Moura, Ray Winstone, John Mulaney, Da’Vine Joy Randolph, Anthony Mndez e Samson Kayo. O projeto é dirigido por Joel Crawford e o produtor Mark Swift, que trabalharam juntos em Os Croods 2: Uma Nova Era, que rendeu à dupla uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Filme. Januel Mercado, que também atuou como parte da equipe criativa de Os Croods, será co-diretor da sequência do Gato de Botas.

O primeiro filme, lançado em 2011, foi um spin-off de Shrek após as aventuras de Gato antes de sua estreia em Shrek 2. Gato de Botas arrecadou mais de USS 149 milhões nas bilheterias domésticas e mais de US$554 milhões nas bilheterias mundiais.

Negociações sobre uma sequência remontam a 2014. O Gato de Botas 2: Nove Vidas e 40 Ladrões foi anunciado em junho do mesmo ano com a DreamWorks Animation definindo uma data de lançamento em novembro. No entanto, a animação foi adiada por um mês antes de ser removido do cronograma de lançamento devido à reestruturação na DreamWorks. Depois de muitas outras mudanças internas, o projeto finalmente avançou e O Último Desejo recebeu uma data de lançamento para 23 de setembro de 2022 e seu primeiro trailer oficial. Confira abaixo:

Fonte: Deadline, DreamWorks Animation e Universal Pictures.
Tradução e adaptação: Florence Pugh Brasil.



Na tarde de hoje (13), Florence Pugh fez o seu retorno ao tapete vermelho marcando presença no British Academy Awards, premiação anual que visa homenagear as melhores contribuições britânicas e internacionais para as artes cinematográficas, realizado no Royal Albert Hall em Londres, Inglaterra. Durante a cerimônia, Florence subiu ao palco ao lado de Millie Bobby Brown, juntas, as atrizes apresentaram a categoria de Melhor Ator Coadjuvante, com o prêmio sendo entregue para Troy Kotsur por ‘No Ritmo do Coração’. Confira o vídeo abaixo:

Produzida pela estilista Rebecca Corbin-Murray, Florence trajou um mini vestido preto com um grande laço rosa pastel emendado com uma cauda de tule da coleção pré-outono 2022 da marca Carolina Herrera e saltos pretos Louboutin, apostou em brincos, anéis e colar de prata da marca francesa Boucheron, pertencente ao grupo de luxo Kering, piercing de argola prata no septo e piercing tash rook da marca Maria Tash. Já para sua rotina de beleza, o cabeleireiro Peter Lux repartiu o cabelo da atriz ao lado, penteando de forma elegante e sofisticada, adicionando um elemento de sutileza andrógina e completando com strass e algumas pedras preciosas por suas madeixas. O maquiador Alex Babsky revelou à ELLE que queria “criar um visual que ecoasse as linhas gráficas e nítidas da frente da roupa de Florence, para que a ‘festa na parte de trás’ fosse ainda mais surpreendente. Em particular, queria que o delineado de Florence tivesse uma sensação ‘mais forte’, então quis manter a borda o mais horizontal possível, em vez de apenas desenhar o ‘gatinho’, dando uma vibe mais vintage para o delineado.” Todos os produtos usados foram da Lancôme, uma marca francesa de cosméticos da L’Oréal. Para as suas unhas, a manicure Sabrina Gayle aplicou um esmalte levemente rosa da CND e adicionou pequenos diamantes Swarovski.

Mais tarde em seu Instagram, Florence Pugh compartilhou diversas fotos da ocasião e os bastidores do evento. Confira abaixo:

@florencepugh: “Que sonho foi apresentar com @milliebobbybrown. O BAFTA sempre teve um lugar especial no meu coração, então saber que eu estaria ao lado desta talentosa jovem fez tudo parecer ainda mais especial.
E para que vencedor o prêmio foi dado, parabéns @troykotsur. Seu discurso foi lindo.
Obrigada @bafta por uma noite colorida e espetacular, obrigada a todos vocês que esperaram do lado de fora com tanta paciência, e obrigada a todos aqueles que capturaram esses momentos especiais na câmera. #baftas #melhoratorcoadjuvante.”

@florencepugh: “Foi uma grande alegria estar novamente unida à minha equipe criativa. Eles são tão talentosos. Parte da emoção do que faço como trabalho é poder mudar o meu visual a cada novo projeto em que passo. Com isso vêm novas cores de cabelo, novos estilos, novos cortes.
Observar o que minha equipe glam faz com cada novo visual e como eles criam algo especial e único cada vez é muito emocionante. Adoramos vestir, adoramos mudar, adoramos chocar, adoramos criar. Graças a Deus.
Um muito obrigada a:
@rebeccacorbinmurray pela estilização
@peterluxhair no cabelo
@babskymakeup com a maquiagem
@nailedbysg nas unhas
Usando o melhor vestido de princesa com laço de todos os tempos… por @carolinaherrera.
E coberta de diamantes @boucheron e piercings @mariatash.
#baftas“.

@florencepugh: “E uma carga de momentos incríveis e loucos, conhecendo pessoas incríveis e talentosas. Bem haja a todos os vencedores. Bem haja a todos os indicados. Sou muito grata por ter feito parte disso.

Meu último slide foi uma recriação de dois anos atrás.

@arianadebose EU TE AMO.”

Fonte: ELLE.
Texto e adaptação: Florence Pugh Brasil.



O veículo de notícias The Hollywood Reporter divulgou com exclusividade que Florence Pugh, Rami Malek e Benny Safdie entraram para o elenco de Oppenheimer, cinebiografia de J. Robert Oppenheimer, físico nuclear que conduziu o Projeto Manhattan, programa de pesquisa e desenvolvimento que produziu as primeiras bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial, no Laboratório Nacional de Los Alamos, no Novo México. O roteiro do longa, escrito também pelo diretor do filme Christopher Nolan, será baseado no livro vencedor do prêmio Pulitzer “Prometeu Americano: O Triunfo e a Tragédia de J. Robert Oppenheimer” (tradução livre) dos autores Kai Bird e Martin J. Sherwin.

Florence Pugh irá interpretar Jean Tatlock, que começou a se encontrar com Oppenheimer em 1936, quando ela era estudante de pós-graduação em Stanford e Oppenheimer era professor de física na Universidade da Califórnia, Berkeley. Eles se conheceram através da senhoria de Oppenheimer, Mary Ellen Washburn, que também era membro do Partido Comunista. O casal começou a namorar e teve um relacionamento intenso; ele a pediu em casamento duas vezes, mas ela recusou. Ela é creditada por introduzir Oppenheimer à política radical durante o final da década de 1930, e também a pessoas envolvidas ou simpatizantes do Partido Comunista ou grupos relacionados, como Rudy Lambert e Thomas Addis. Eles continuaram a se ver mesmo depois que Oppenheimer começou a se envolver com Kitty Harrison, com quem se casou. Oppenheimer e Tatlock passaram o Ano Novo juntos em 1941.

Embora alguns historiadores acreditem que Oppenheimer teve um caso extraconjugal com Tatlock enquanto ele trabalhava no Projeto Manhattan, outros afirmam que ele se encontrou com Tatlock apenas uma vez depois que ele foi escolhido para liderar o Laboratório de Los Alamos em meados de junho de 1943. Na passagem de Oppenheimer em Berkeley para recrutar David Hawkins como assistente administrativo no projeto, ele e Jean foram a um restaurante mexicano e passaram a noite juntos no apartamento de Tatlock em São Francisco. Durante todo o tempo, havia agentes do Exército dos EUA os vigiando do lado de fora. Naquela reunião, Jean disse a Oppenheimer que ainda o amava e queria estar com ele. Ele nunca mais viu ela novamente.

Apesar de seu relacionamento com Oppenheimer, no livro de memórias de Edith Arnstein Jenkins, ela cita uma conversa com Mason Robertson, um grande amigo de Jean, na qual ele afirma que Tatlock lhe disse que ela era lésbica. É plausível que Tatlock tenha tido um relacionamento com Mary Ellen Washburn. Como psicanalista na década de 1940, ela via sua homossexualidade como uma condição patológica a ser superada, o que pode ter levado ao seu eventual suicídio. Ela escreveu para um amigo que “houve um período em que eu pensei que era homossexual. Eu ainda sou, de certa forma, forçada a acreditar nisso, mas realmente, logicamente, tenho certeza que eu não posso ser por causa da minha não-masculinidade.”

Tatlock sofria de depressão clínica e estava sendo tratada no Mount Zion. Por volta das 13 horas do dia 5 de janeiro de 1944, seu pai, John Tatlock, chegou ao seu apartamento. Quando não houve resposta ao toque da campainha, ele entrou por uma janela e a encontrou morta, deitada em uma pilha de travesseiros, com a cabeça submersa na banheira parcialmente cheia. Havia uma nota de suicídio não assinada, que dizia:

“Eu estou enojada com tudo… Para aqueles que me amaram e me ajudaram, todo o amor e coragem. Eu queria viver e ter algo a oferecer e fiquei paralisada de alguma forma. Tentei muito entender e não consegui… Acho que eu seria um fardo toda a minha vida—ao menos eu pude tirar o peso de uma alma paralisada de um mundo de luta.”

John moveu o corpo de Jean até o sofá, vasculhou o apartamento para encontrar a correspondência e queimou-as na lareira junto com algumas fotografias. Ele passou horas no apartamento antes de ligar para a funerária, que entrou em contato com a polícia. A polícia então chegou às 17h30, acompanhada por um médico-legista. No momento de sua morte, ela estava sob vigilância do FBI, e seu telefone estava grampeado, então uma das primeiras pessoas informadas sobre isso foi o diretor do FBI, J. Edgar Hoover, através de um link de teletipo. A notícia de sua morte foi noticiada nos jornais da Bay Area.

Washburn telegrafou Charlotte Serber em Los Alamos. Como bibliotecária, ela teve acesso à Área Técnica e contou ao marido, o físico Robert Serber, que então foi informar Oppenheimer. Quando chegou ao seu escritório, descobriu que Oppenheimer já sabia. O chefe de segurança de Los Alamos, Capitão Peer de Silva, recebeu a notícia através do grampo telefônico e da Inteligência do Exército, e transmitiu para Oppenheimer. Tatlock havia apresentado Oppenheimer às poesias de John Donne, e acredita-se que ele nomeou o primeiro teste de uma arma nuclear “Trinity” em referência a um dos poemas de Donne, como uma homenagem a ela. Em 1962, Leslie Groves escreveu a Oppenheimer sobre a origem do nome, e obteve a seguinte resposta:

“Eu sugeri… O motivo de eu ter escolhido o nome não está claro, mas sei quais pensamentos estavam em minha mente. Há um poema de John Donne, escrito pouco antes de sua morte, que eu conheço e amo. Dele uma citação:

“Como oeste e leste
Em todos os mapas planos – e eu sou um – são um,
Assim, a morte toca a Ressurreição.”

Em outro poema devocional mais conhecido, Donne começa

“Golpeie meu coração, Deus Trino”.

Houve, algumas vezes, especulações de historiadores e de seu irmão sobre se a morte de Jean foi realmente suicídio, já que havia algumas circunstâncias suspeitas.

Em fevereiro de 1944, um inquérito formal retornou um veredito de “Suicídio, motivo desconhecido”. No relatório do legista, ele descobriu que Jean havia comido uma refeição completa pouco antes de sua morte. Ela tomou alguns barbitúricos, mas não uma dose fatal. Traços de hidrato de cloral foram encontrados, uma droga comumente associada a um “Mickey Finn”, bebida alcoólica adulterada com uma substância concebida para incapacitar a pessoa que a bebe, mas não havia álcool em seu sangue, apesar de danos em seu pâncreas que indicavam que ela bebia muito. Como psiquiatra que trabalhava em um hospital, ela tinha acesso a sedativos como hidrato de cloral. O legista descobriu que ela morreu por volta das 16h30 do dia 4 de janeiro. A causa da morte foi registrada como “edema agudo nos pulmões com congestão pulmonar” – afogamento na banheira. Parece provável que ela se ajoelhou sobre a banheira, tomou hidrato de cloral e mergulhou a cabeça na água.

O filme, com sua história meio comercial sobre o desenvolvimento da bomba atômica, é um risco artístico e financeiro para Christopher e a Universal Studios, carregando um orçamento de USD 100 milhões. Nolan geralmente tem um senso aguçado do que o público quer, transformando thrillers sinuosos como “A Origem” em sucessos de bilheteria e marcando pontos com críticos e público com outro da Segunda Guerra Mundial, “Dunkirk”, estrelado por Fionn Whitehead. Harry Styles, Barry Keoghan, Cillian Murphy, Tom Hardy e mais.

Cillian Murphy irá estrelar como J. Robert Oppenheimer, Emily Blunt como Kitty Oppenheimer, Robert Downey Jr. como Lewis Strauss, Matt Damon como Leslie Groves Jr. e Benny Safdie como Edward Teller.

A Universal Pictures distribuirá “Oppenheimer” mundialmente, mas, até o momento, apenas a data de lançamento nos cinemas norte-americanos foi divulgada (21 de julho de 2023).

Fonte: The Hollywood Reporter, Variety e Wikipédia.
Tradução e adaptação: Florence Pugh Brasil.



Foi divulgado nesta sexta-feira (26) pelo veículo de notícias Deadline, que Florence Pugh e Morgan Freeman irão estrelar “A Good Person“, novo projeto roteirizado e dirigido por Zach Braff. Descrito como uma lição sobre luto e superação, o filme segue a história de Allison (Pugh), cuja vida desmorona após se envolver em um acidente fatal. Nos anos seguintes, o relacionamento improvável que ela estabelece com quem seria seu sogro (Freeman) a ajuda viver uma vida que vale a pena.

Ainda na matéria, foi informado que a CAA Media Finance está conseguindo financiamento e representará os direitos domésticos do longa, e a produtora Rocket Science está cuidando das vendas internacionais e apresentará o projeto aos compradores no mercado virtual de Berlim.

Poucos detalhes foram revelados, portanto, até o momento, não há informações sobre o restante do elenco e o início da produção.

Fonte: Deadline.
Texto, tradução e adaptação: Florence Pugh Brasil.



disclaimer